[VIDEO] Como Triplicar-se Usando Photoshop

 

Voce ja imaginou se existisse 3 de voce? Neste episódio meu pai vai demostrar como ele me triplicou! Segundo ele isto so pode ser feito digitalmente, porque ele não conseguiria lidar com 3 de mim!

[ARTIGO] As Três Variáveis

Como fotógrafos, temos que nos tornar fluente na leitura da luz ambiente, alterá-la ou complementá-lo com refletores, flash, etc …

Você mais a sua câmera se tornarão um único organismo.

E como andar de bicicleta!

Neste processo de crescimento, você precisa entender como a câmera “vê” a luz. Talvez você não goste de teoria. Vou assumir que como a maioria das pessoas artísticas e criativas, você é “visualmente” atraído por imagens, não técnica. Esse é o lado do nosso cérebro mais desenvolvido do que o outro. Mas mesmo assim, é preciso compreendermos as técnicas bem o suficiente para gerar resultados consistentes e previsíveis toda vez. Como em qualquer outro campo, nós só temos o direito de quebrar as regras quando a sabemos bem.

Olhe para estas três imagens abaixo, e preste principal atenção aos números na parte superior de cada uma. Nós vamos voltar a estes números muitas vezes.

Abertura,

Uma das variáveis mais utilizadas em fotografia, e a abertura do obiturador (veja como o furo da lente para ficar mais simples). Vamos começar falando sobre o efeito que a abertura da lente pode ter em sua imagem. Estas três imagens acima, tem aberturas muito diferentes umas das outras. Olhe para o valor da abertura (que e a forma mais correta de se chamar). Veja o valor de abertura da imagem da esquerda (por exemplo: f / 22) e olhe para o seu efeito na imagem. A câmera foi fixada em um tripé para todas as 3 imagens, e sempre focada sobre a primeira peça de xadrez. Assim, a peça na parte da frente, o nosso assunto principal, está sempre em foco, a peca de trás esta parcialmente em foco  somente na primeira imagem onde o valor da abertura é f/22. Como a câmera foi fixada em modo automático, com prioridade AV (prioridade de abertura), a velocidade do obturador (ou tempo que o diafragma permanece aberto) é determinada pela câmara, para ter uma boa exposição na média. Falaremos mais sobre isso mais tarde.

O outro extremo é a imagem da direita, que tem uma pequena profundidade de campo. o que é nítido esta dentro de um plano estreito. Todo o demais esta fora de foco. Observe então, que ao abrirmos o diafragma da câmera (deixar mais luz entrar por um diâmetro maior), mais raso a profundidade de campo se torna. Essa é a mesma forma que nossos olhos funcionam… quando focamos nossos olhos em uma coisa, todo o resto é uma espécie de turva. Esta técnica é muito utilizada para enfatizar um assunto dentro da moldura da imagem. Comece a prestar atenção quanto isso é usado em filmes, quando duas pessoas estão tendo uma conversa. Quem fala esta em foco, e quem esta escutando  esta fora de foco. A propósito, muitas pessoas acreditam que há algo diferente sobre filmes, mas “Moving Pictures” não são nada mais do que fotografias em movimento. É por isso que você precisa de um diretor de fotografia para supervisionar toda a produção do filme.

De volta a abertura …

Uma grande abertura também é útil ou necessária em situações de baixa luminosidade. Quanto maior a abertura, mais luz é permitida para “queimar a superfície sensível do filme”, ​​ou hoje em dia sensor digital. Pouca  luz no ambiente e uma pequena abertura requer que o obturador fique aberto por mais tempo, talvez muito mais tempo doque voce possa segurar a camera na mao sem tremer a imagem. Mais uma vez, nos fotógrafos temos que saber esta relação entre as três variáveis ​​de cor e salteado.

Os fabricantes de câmeras continuam a desenvolver lentes e câmeras que podem capturar melhor definição em suas imagens com menos luz, mas no final das contas somos nos fotógrafos que temos que saber como usar.

Tudo isso foi explicado em detalhe no Workshop: Os Fundamentos da Fotografia.

[ARTIGO] Por Que Uma Câmara DSLR?

Embora não seja obrigatório ter uma câmera DSLR (digital single lens reflex), uma destas câmeras te uma tamanha flexibilidade não encontrada em um celular ou câmera de bolso. Diferente do que muitos pensam, não é o número de pixels que faz diferença. Apesar dos fabricantes de câmeras usarem a quantidade de megapixels um fator de competição e venda, raramente voce precisará de uma imagem criada maior doque 4MB. A propósito se voce não for imprimir, saiba que a maioria das imagens vistas na Internet são menores do que 100Kb.
Hoje em dia o custo já não justifica não comprar uma SLR, se voce quer realmente mergulhar no universo da fotografia. Porque? por que você pode comprar uma boa camera profissional usada  por menos que pagaria  câmera de bolso nova!
Hoje (Abril de 2015), você pode encontrar uma Canon 40D usada no mercado livre  por cerca de R$ 1.000,00. Esta é uma câmera com corpo de magnésio construída para durar gerações. Eu fotografo com câmeras Canon, mas qualquer outra marca construída de 2005 para frente pode ser comprada a preço de banana hoje em dia. Voce não precisa mais nada, a não ser agora investir o dinheiro que sobrou em boas lentes. Compre as melhores que puder.
Lembre-se sempre que o melhor investimento é realmente nas lentes, não da câmera. Por exemplo, uma lente Canon EF 70-200mm f/2.8L IS tem o mesmo preço de hoje (R $ 5.400,00) do que quando foi lançada pela primeira vez em 2003.

Então, se você estiver com um orçamento apertado, compre um corpo usado, e invista seu dinheiro nas lentes!

 

 

[ARTIGO] Luz é tudo!

Como fotógrafos, nós observamos e relatamos luz, ou aprendemos a usá-la e manipulá-la para “pintarmos” uma cena. Não é a toa que a luz é uma das primeiras coisas mencionadas na Bíblia. Se você já leu a Bíblia, você deve ter notado que nas primeiras quatro sentenças, embora Deus criou os céus e a terra, era tudo vazio, sem forma e vazia, até que por seu comando houve luz, e Ele então declarou que isto era bom! Quão importante é luz então?Esta escrito exatamente assim…

Gen 1: 1-4 – No princípio, Deus criou o céu e a terra. E a terra era sem forma e vazia; e havia trevas sobre a face do abismo. E o Espírito de Deus se movia sobre a face das águas. E disse Deus: Haja luz; e houve luz. E Deus viu a luz, que era boa; e fez separação entre a luz e as trevas.Luz, e a ilusão de profundidade.
Seja qual for a mídia utilizada para criar ou mostrar uma imagem, seja a tela do seu computador, uma tv, papel fotográfico, etc …ela é uma representação bi-dimensional,  ou seja (altura e largura) de um mundo tri-dimensional (altura, largura e profundidade). A ilusão de profundidade é obtida através das linhas de perspectiva e, principalmente, pela luz. Olhe para o diagrama abaixo e observe as cinco luzes da natureza, e a diferença que eles fazem. Passe algum tempo pensando sobre eles, e prestar atenção a eles em torno de você, e como se formam, e pintar o ambiente em 3 dimensões em que vivemos.

Note a ilusão de um objeto de 3 dimensões como o  ovo à direita. Ambos os desenhos são mostrados em uma superfície de duas dimensões (tela do computador), mas por causa do uso de luz e sombra, a imagem da direita tem profundidade. Isso é o que usamos para fazer nossas imagens saltarem da tela ou papel. E e com isto em mente que partimos para criar nossas fotografias.

Presentation Portugues.007

Muito deste importante fundamento é coberto no nosso workshop “fundamentos da fotografia“.

[ARTIGO] Pare de Culpar Sua Câmera…..O Problema é Você !

Pois é não é a culpa da sua câmera…..

A melhor câmera é a que voce tem! mais sobre isto no proximo artigo…